Notícias

25/06/2020

Como está o processo de privatização da Ferroeste no PPI Federal

Uma série de formalidades deu início oficial ao processo de desestatização da Ferroeste, linha férrea operada pelo governo do Paraná, na ligação entre Cascavel e Guarapuava. O trecho ferroviário foi incluído, no início do mês, no Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), o que significa que o governo federal vai auxiliar o estado a elaborar o projeto técnico para oferecer a ferrovia para a iniciativa privada. A formalização, com o aceite pelo conselho do PPI, foi publicada nesta quinta-feira (25) no Diário Oficial. Ainda depende do aval da presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
A partir disso, a estimativa é de que o estudo de viabilidade e de aspectos ambientais leve um ano. Caso tudo saia dentro dos prazos, o leilão da ferrovia seria feito, na Bolsa de Valores de São Paulo, no final de 2021. A Gazeta do Povo já mostrou a intenção do governo estadual de privatizar a Ferroeste. A administração da linha férrea teve o primeiro resultado financeiramente positivo em três décadas. Parte desse aproveitamento vem de uma parceria fechada com a empresa Rumo, responsável pelo trecho entre Guarapuava e Paranaguá. Os ajustes permitiram fechar mais contratos, prestando mais serviços de transporte.
O secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex de Oliveira, comemorou a proposta de inclusão da Ferroeste no PPI. “Nós nos deparamos com uma empresa 30 anos deficitária. No primeiro ano conseguimos tirá-la do vermelho, com decisões de gestões. Entramos nos trilhos. Mas encaminhar esse projeto será um desafio gigante”, comentou.

Matéria da Gazeta do Povo em 25/06/2020
https://www.gazetadopovo.com.br/parana/ferroeste-privatizacao-desestatizacao-ppi/

Fonte: Gazeta do Povo

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.