Notícias

24/11/2017

Sete empresas públicas do Paraná, entre elas a Ferroeste, estão entre as 500 Maiores do Sul

A Ferroeste está entre as 500 Maiores empresas do Sul, de acordo com pesquisa da Revista Amanhã, divulgada em novembro. O governador Beto Richa participou da premiação, em Curitiba. Várias empresas do Governo estão no ranking: Copel (a maior do Paraná), Sanepar, Fomento Paraná, Cohapar, Celepar e Ceasa.

O governador Beto Richa participou nesta quarta-feira (22), em Curitiba, da premiação 500 Maiores do Sul, o mais importante ranking empresarial da região, elaborado pela revista Amanhã, de Porto Alegre. A Copel é, pelo terceiro ano consecutivo, a maior empresa do Paraná, a quarta maior do Sul e a primeira da região no setor de Energia. Primeira colocada no setor de Serviços Públicos, a Sanepar é a oitava maior empresa paranaense e ocupa a 19ª posição na região Sul.
“Nossas empresas públicas são estratégicas para o desenvolvimento vigoroso e intenso do Paraná”, afirmou Richa. “A Copel faz, nos últimos sete anos, o maior investimento de sua história, de cerca de R$ 15 bilhões. Ela foi eleita, por cinco anos, a melhor distribuidora de energia do Brasil e agora também a melhor da América Latina. Da mesma forma a Sanepar, que foi apontada como a melhor companhia de saneamento do País”, ressaltou o governador.

Ele destacou que, além das estatais de energia e saneamento, outras empresas públicas paranaenses também estão em evidência no ranking da revista Amanhã por conta da boa administração. “A governança eficiente, profissional e ética foi implantada em todas as empresas públicas do Paraná. Isso contribui para o desenvolvimento sustentável do Estado”, disse.

A Fomento Paraná é a 32a maior empresa paranaense e 69ª do Sul. O Valor Ponderado de Grande (VPG – indicador exclusivo deste ranking) da Fomento Paraná teve um crescimento de 8,3% entre 2015 e 2016 e alcançou a soma de R$ 868,8 milhões. Cohapar, Celepar, Ferroeste e Ceasa também estão entre as 500 maiores empresas da região Sul. O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremos Sul (BRDE) subiu três posições em relação ao ano passado e está na 37ª colocação no ranking regional.

CONQUISTA – O presidente da Copel, Antonio Guetter, afirmou que a primeira colocação no Estado é uma conquista de todos os paranaenses. “É um motivo de muito orgulho para nós. Além da maior empresa do Estado, somos a melhor distribuidora do Brasil e da América Latina. Temos investido muito na ampliação de nossa rede para melhorar a infraestrutura do Estado. Com isso, proporcionamos um atendimento de excelência aos paranaenses e ajudamos na atração de empresas e no crescimento do Estado”, disse Guetter.

A boa colocação da Sanepar resulta, segundo seu diretor comercial, Antonio Carlos Belinati, da governança corporativa e dos investimentos em gestão. “A criação de diversos comitês e áreas específicas voltados para a gestão corporativa, investimento em ativos importantes, o resgate de compromissos históricos e o trabalho de todos os nossos funcionários culminam neste reconhecimento”, afirmou.

O presidente do BRDE, Orlando Pessuti, destacou que o fortalecimento dos mecanismos de fomento do Estado foram ações importantes para consolidar o setor empresarial. “Fortalecer a estrutura de incentivos ao desenvolvimento e ao empreendedorismo, à geração de emprego e renda, está dando certo”, afirmou.

SETOR PRODUTIVO – Richa também ressaltou o apoio do governo estadual ao setor produtivo, com programas estatais de fomento, incentivo fiscal, medidas que dão segurança jurídica aos empreendedores e com o investimento em infraestrutura, que diminuem os custos de produção no Estado.

“Incrementamos as linhas de crédito e financiamento da Fomento Paraná para atender o setor produtivo e fizemos a maior capitalização da história do BRDE, que dá importantes contribuições ao setor produtivo dos três estados do Sul”, citou o governador. “Quem trabalha e produz merece o apoio do Estado. Aqui impera a segurança jurídica, a estabilidade política.”

INTERIOR – Entre as 500 maiores empresas da região Sul estão vários grupos paranaenses. Quatro deles entre os dez maiores: além da Copel, Kirton Bank (ex-HSBC, sexta posição), Klabin (nona) e Coamo (décima). Das 50 maiores empresas do Sul, 19 são paranaenses, e destas, dez estão instaladas no interior do Paraná.

“Nosso programa de incentivos Paraná Competitivo priorizou a instalação de empreendimentos no Interior. Conseguimos descentralizar os investimentos da Região Metropolitana de Curitiba e levamos a todas as regiões do Estado”, explicou Richa.

Ele afirmou, ainda, que as empresas paranaenses e da região Sul dão significativa contribuição para a retomada da atividade econômica no País. “O setor produtivo está pronto para um novo ciclo de desenvolvimento nacional. Nossas empresas ajudam o Brasil e ficar de pé”, salientou.

INDICADOR – O ranking é baseado em um indicador exclusivo criado pela revista Amanhã e pela empresa de consultoria PwC: o Valor Ponderado de Grandeza (VPG). O índice apresenta a saúde financeira da empresa não apenas em função da renda, e sim, pela ponderação de três indicadores financeiros: patrimônio líquido (50%), receita líquida (40%) e lucro líquido ou prejuízo (10%). As informações são extraídas dos balanços financeiros das empresas.

De acordo com o presidente da revista Amanhã, Jorge Polydoro, o indicador vem sendo aperfeiçoada nos últimos anos. “O ranking é antigo, tem 27 anos, e neste tempo aconteceu um aperfeiçoamento do sistema, o que permitiu uma completa radiografia da comunidade empresarial do Sul”, afirmou. “O Paraná era o segundo colocado, mas há dois anos ele encostou e disputa com o Rio Grande do Sul a posição de primeiro lugar entre os três estados”, explicou Polydoro.

O evento na capital paranaense contou com palestra do juiz federal Sérgio Moro, sobre “Integridade Empresarial”, e do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, sobre “O Financiamento da Eficiência”.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, e o secretário da Comunicação Social, Deonilson Roldo; o presidente da Fomento Paraná Vilson Ribeiro de Andrade (AENotícias) Foto: Jaelson Lucas/AENotícias

Fonte: http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=96351

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.