Notícias

31/10/2019

Secretário destaca obras de infraestrutura no Paraná

O secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, destacou nesta quinta-feira (31), na apresentação feita durante o encontro Governo 5.0, em Foz do Iguaçu, as principais iniciativas do Governo do Estado para esta área.

Ele citou o programa Voe Paraná, de aviação regional; o novo programa de concessão de rodovias, projetos nos portos paranaenses e de ferrovias. Alex também falou sobre o edital de licitação da obra de ampliação da pista do aeroporto de Foz do Iguaçu. O edital foi lançado pela Infraero.

Promovido pelo Governo do Estado, o evento reúne prefeitos, vereadores, secretários e técnicos das administrações municipais. O vice-governador Darci Piana acompanha a apresentação dos secretários e dirigentes de estatais sobre as realizações e projetos de suas respectivas áreas.

Sandro Alex ressaltou que outra obra importante para a região de Foz é o viaduto na BR-277 com a avenida Costa e Silva, que está em obras. “Inicialmente o prazo para conclusão desta obra era de março de 2020, mas entregaremos ainda no mês de novembro. Estive vistoriando a obra e sei da importância deste viaduto para os moradores e turistas que chegam em Foz do Iguaçu”, afirmou.

MALHA VIÁRIA - Na sua palestra, o secretário afirmou que o programa Voe Paraná, de voos regionais, que já teve mais de 1.500 passagens compradas. "Hoje o Paraná tem a maior malha aeroviária do Brasil graças a este programa, que foi concebido pelo governador Ratinho Júnior", disse Alex.

A parceria do Governo do Paraná com a União foi outro ponto ressaltado pelo secretário de Infraestrutura e Logística. Ele enfatizou a futura concessão de quatro aeroportos do Paraná (Afonso Pena e Bacacheri, em Curitiba, o de Foz do Iguaçu e o de Londrina); o novo anel de integração das rodovias, que já está em estudo e vai ampliar a concessão dos atuais 2.500 para 4.100 km, além da obra da segunda Ponte Brasil Paraguai, que está em andamento e também deve ser entregue antes do previsto.

“Governo 5.0 para nós, da infraestrutura, é usar a tecnologia a serviço da vida dos paranaenses”, afirmou, citando por exemplo a implementação da tecnologia BIM, que permite o acompanhamento de uma obra em tempo real, evitando desperdício de recursos públicos. “O governador já assinou o decreto que prevê a tecnologia BIM em obras do Estado e o Paraná é um dos poucos, se não for o único do Brasil, a operar com esta tecnologia”, comentou Sandro Alex.

RODOVIAS – Ao lado do diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Fernando Furiatti, o secretário apontou que estão em andamento mais de R$ 240 milhões em convênios e outros contratos, que somam R$ 150 milhões, serão autorizados em breve.

“O governador nos deu a missão de levar segurança e conforto através das rodovias para os 399 municípios do Paraná”, disse Furiatti. “Herdamos rodovias em péssimas condições, mas estamos fazendo programas para revitalização e a nossa meta é fazer obras em todas as estradas”, completou.

PORTOS – Outra notícia dada em primeira mão durante o encontro Governo 5.0 foi o entendimento jurídico entre os Portos de Paranaguá e a prefeitura da cidade para pagamento de dívidas fiscais. O secretário e o presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, informaram sobre o pagamento de R$ 25 milhões à prefeitura de Paranaguá, quitando uma dívida histórica de tributos municipais que não eram pagos desde 2014.

Os valores foram negociados graças a adesão ao Programa Especial de Recuperação Fiscal e poderão ser investidos em obras e melhorias para a população.

“É a primeira vez na história que serão pagos valores devidos pela taxa de localização e, dessa forma, o Porto retribui financeiramente para a cidade que o acolhe. É uma medida inédita, de respeito com a comunidade”, ressaltou Sandro Alex.

Segundo o presidente da Portos do Paraná, a intenção da atual gestão foi solucionar um embate que se arrastava nos últimos governos. “Com a negociação, resolvemos a situação fiscal junto à prefeitura. Foram anos de litígios administrativos e judiciais que a partir deste momento tem uma solução. E não só para o passado, mas que deixa claro as nossas obrigações com a cidade”, avaliou.

IMPACTO - O prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, revelou que os valores recebidos serão revertidos em obras viárias, escolas e postos de saúde. “O impacto nas finanças do município é enorme. É a primeira vez que o Porto ajuda o município e que abre o diálogo para solucionar essa questão”, disse.

TRILHOS – Os projetos da Nova Ferrovia, que vai interligar Paranaguá a Maracaju (MS) e do Ramal Ferroviário Cascavel a Foz do Iguaçu também foram ressaltados pelo secretário Sandro Alex e pelo diretor-presidente da Ferroeste, André Gonçalves.

O Governo do Paraná, através da Secretaria de Infraestrutura e Logística, deu o primeiro passo para elaboração de um estudo ferroviário que contemplará 1.280 quilômetros ao anunciar o início dos estudos de Viabilidade Técnica, Econômica, Ambiental e Jurídica (EVTEA-J). “Temos a missão de transformar o Paraná no maior hub logístico da América Latina e o projeto da nova Ferrovia é fundamental para atingir este objetivo”, afirmou Gonçalves.

EVENTO – O encontro Governo 5.0 reúne mais de 5 mil pessoas no Hotel Rafain Palace & Convention e busca discutir mudanças na administração pública, dentro do conceito “Novo Pensar. Novo Fazer”, programa que orienta a prática inovadora nos serviços públicos para que o Estado seja mais eficiente na entrega de resultados à população.

Fonte: Secretária de Infraestrutura e Logística

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.